Cachorros são criaturas que realmente recebem um apresso especial por parte dos humanos. Nós os criamos dentro de nossas casas, deixamos pertos de nossos filhos e até os usamos para fazerem trabalhos reais, como é o caso dos cães de guarda. O amor das pessoas pelos cachorros é quase que unanime, apesar das inúmeras raças existentes. Um cachorro de uma raça pode ter um comportamento extremamente diferente de outra. Por isso, é sempre bom fazer muita pesquisa antes de adquirir qualquer cachorro. Neste artigo, você vai conhecer um pouco sobre o American Bully, ou em português, o valentão americano.

A história do American Bully

 

Não existe um consenso definido sobre quais animais deram origem ao American Bully, mas os especialistas usualmente mencionam a participação do American Staffordshire Terrier com outras raças como o pit bull e o bulldog inglês. O motivo da sua criação é conhecido, o American Bully nasceu por causa do desejo de ser ter um animal extremamente dócil, ainda assim com uma aparência agressiva. O nome American Bully (Em português, valentão americano), não tem nada a ver com o comportamento do cachorro, muito pelo contrário. American Bully é uma raça que pode conviver com crianças e se comporta bem com outros cachorros, seu nome é uma referência a sua aparência intimidadora. Sua origem remonta aos anos 80 e 90 nos Estados Unidos da América.

Características físicas American Bully

 

Como já mencionamos, o nome American Bully é uma referência a aparência do animal. O American Bully foi criado justamente para ter uma aparência intimidadora. O visual do cão faz lembra um pitbull. A cabeça do American Bully é massiva e o corpo do mesmo é imponente. há diversas tipos do American Bully e o seu peso pode variar entre 20 e 50 quilos de acordo com o tipo. A altura do mesmo não varia muito entre um macho e uma fêmea ficando entre 27 e 51 cm. O pelo do animal é curto e as cores podem variar muito.

Oficialmente, há quatro variações de American Bully, são elas: standard, classic, pocket e XL, reconhecidas no Brasil pela Confederação Brasileira de Cinofilia, ou simplesmente CBKC.

Temperamento do American Bully

 

Contrariando sua aparência agressiva, o American Bully é uma das raças mais amigáveis que se pode ter. O comportamento desta raça em especial é tão dócil que ele pode ser criado junto com crianças e outros animais. Trata-se de um cachorro de família, que apesar de ser muito agitado, vai se dar bem com os outros membros da casa em que se encontra. O American Bully é amigável, mas isso não deve ser confundido com uma personalidade tranquila, a verdade é que não é recomendado deixar um animal dessa raça sozinho em casa, já que o mesmo pode destruir os imóveis da casa. É notável que o American Bully sente a necessidade de estar sempre ativo, o que pode significar que ele vai morder o seu sofá se não tiver mais nada para fazer. 

A saúde do American Bully

 

O American Bully não é a raça mais resiliente entre os cães, na verdade, a raça pode apresentar alguns problemas hereditários. Para começar, é comum para um American Bully apresentar displasia da anca que é uma malformação no quadril geneticamente herdada. A catarata também é um problema comum para os cães da raça de idade avançada. Geralmente a catarata vai reduzindo a visão do American Bully até a completa cegueira, isso numa idade bem avançada é claro. O hipotireoidismo é outro problema que afeta o American Bully, trata-se de uma falha na produção de hormônios, o que leva ao aumento de peso e outros problemas.

Expectativa de vida do American Bully

 

Dez a doze anos é a expectativa de vida do American Bully. É claro que, como com qualquer outra raça de cachorro, os cuidados são essenciais para permitir a vida longa do animal. 

Como criar um American Bully adulto corretamente

 

A primeira coisa para se ter em mente na criação de um American Bully é o hábito de visitar o veterinário regularmente, o que é válido para qualquer raça. Quando se fala do American Bully em particular, o que se deve prestar bastante atenção é o peso do animal, já que o excesso de peso pode fazer com que o cachorro desenvolva problemas no quadril e outros problemas de saúde. Para evitar que esse tipo de situação, são necessárias duas coisas: Primeiro, alimentação balanceada, nada de deixar o American Bully comer algo fora da dieta. Segundo, exercícios regulares, uma boa caminhada vai fazer bem para a saúde do animal. A atividade física também é importante devido ao formato do focinho do cachorro, algo que facilita a formação de problemas respiratórios. Os exercícios devem ser moderados, no entanto, a possibilidade de lesões é real devido a formação do esqueleto do animal. Muitos veterinários vão recomendar uma simples caminhada de 20 minutos por dia para manter a saúde do American Bully. Também é necessário prestar atenção na higiene do cachorro, já que a mesma tem uma forte influência no humor do animal.

Filhotes de American Bully – Cuidados

 

Antes de mais nada, antes dos 3 meses de idade um American Bully não está pronto para fazer passeios ou atividades físicas. Isso é verdade não por uma questão de desenvolvimento físico, mas por causa da sua carteira de vacinação que a essa altura ainda está incompleta, o que deixa o animal mais suscetível ao desenvolvimento de doenças. Apesar de ser considerado dócil, um American Bully é considerado difícil de disciplinar. Por isso é importante treinar o cachorro desde seu período como filhote. Já mencionamos aqui que o American Bully é um animal agitado que vai querer interagir com imóveis da sua casa se tiver a oportunidade, o que pode levar a danos e prejuízos financeiros. Manter a higiene do animal é uma etapa importante para o desenvolvimento do cachorro, a higiene do mesmo por ditar o seu humor. A recomendação para os banhos é que sejam quinzenais, os pelos devem ser escovados semanalmente, assim como os dentes. As unhas devem ser aparadas ao menos uma vez por mês.

A alimentação do American Bully

 

Como qualquer outra raça, a alimentação do American Bully deve seguir as indicações do veterinário. O que você precisa ter cuidado no caso dessa raça em especial é a quantidade de comida. O excesso de comida é um grande problema para o American Bully já que a raça pode desenvolver problemas nos quadris, além de outros problemas de saúde graças ao excesso de peso. 

O preço de um American Bully no Brasil

 

No Brasil, um filhote de American Bully pode ter seu preço variando entre R$ 1.000,00 e R$ 20.000,00, o local e o pedigree do animal definem o preço exato. Na hora da compra, exija o certificado de criação. 

Dicas de criação do American Bully

 

Não deixe seu American Bully sozinho em casa

 

Deixar um cachorro como o American Bully sozinho em casa é uma péssima ideia. É um cachorro agitado que vai querer brincar com os imóveis. Para evitar prejuízos financeiros, deixe ele numa área apropriada longe de objetos de valor. 

Escove os pelos do American Bully quase que diariamente

 

Um American Bully como a maioria dos cães, solta pelo em boa parte do ano. Para amenizar as consequências desse processo, você pode escovar o cachorro regularmente. 

Comece um processo disciplinar (adestramento) desde cedo

 

O American Bully pode ser difícil de lidar, apesar de ser um animal dócil. O que você deve fazer é iniciar o processo de treinamento nos primeiros meses do animal. Há diversos artigos sobre como treinar um American Bully na internet. 

Preste atenção aos latidos dele

 

O American Bully não é um animal que costuma latir. Se por algum motivo seu cachorro está latindo com frequência, algo deve estar o incomodando. Verifique se há presença de outros animais no espaço do seu cão. Um gato andando pelos telhados da sua casa vai ser o suficiente para incomodar o American Bully.

Eles podem ser amigáveis demais

 

Um American Bully vai tentar ser dócil com a maioria das pessoas que encontra. Algumas vezes, isso pode ser um problema. Apesar da raça tomar cuidado ao lidar com crianças, eles podem se empolgar com os adultos. Ao encontrar um adulto pela primeira vez, um American Bully pode pular em cima do mesmo como uma forma de saudação. É a forma deles de dizer, “Oi, tudo bem?”. Por mais dócil que possa parecer, isso pode ser um transtorno. Tenha isso em mente quando apresentar o seu American Bully para estranhos. 

O American Bully não é cão de guarda

 

A aparência agressiva do American Bully pode assustar os desavisados, mas trata-se de uma raça extremamente dócil, mesmo com estranhos. Tentar usar um American Bully como reforço para a segurança da sua propriedade privada é uma péssima ideia.

Considerações finais

 

O American Bully pode ser o companheiro perfeito para você e a sua família. É claro que muito disso depende da forma como você cuida do animal. Trate-o da forma correta e você terá um amigo de longa data.